Boa formulação de objetivos

BOA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS GARANTE SUCESSO

Todos nós conhecemos pessoas que são bem-sucedidas em seus projetos. Embora o sucesso dessas pessoas seja evidente, as razões que levam a ele nem sempre são facilmente detectáveis.

Na década de 70, John Grinder, professor de lingüística na Universidade da Califórnia, e Richard Bandler, matemático e aluno de psicologia na mesma universidade, uniram-se para tentar descobrir como pensam as pessoas que conseguem resultados excepcionais. Suas pesquisas revelaram não só a estratégia de êxito de diversas pessoas, mas também modelos de excelência que qualquer pessoa pode usar para pensar com mais eficiência e obter melhores resultados.

A técnica revelada por essa pesquisa recebeu o nome de PNL - Programação Neurolingüística. O nome parece complicado, mas o conjunto de modelos que ele representa é de fácil aplicação.

Escolha um tema, aplique-o a este modelo de excelência e comprove os resultados.

MODELO DE BOA FORMULAÇÃO DE OBJETIVOS

1. Escolha o que você quer. Deve ser algo cuja realização dependa apenas de você.

“Eu quero ……………………………………………………………………………………………."
Quando você quer isso (a data)?
…………………………………………………………………………………………………………..
Onde?
…………………………………………………………………………………………………………..
Com quem?
…………………………………………………………………………………………………………..
Como você vai conseguir isso? Pense nas diversas possibilidades e, depois, escolha a melhor.
……………………………………………………………………………………………………………
……………………………………………………………………………………………………………
……………………………………………………………………………………………………………

2. Como você saberá que já atingiu o seu objetivo? O que você verá, ouvirá e sentirá?
Verei……………………………………………………………………………………………………..
Ouvirei…………………………………………………………………………………………………..
Sentirei…………………………………………………………………………………………………..

3. De quais recursos você necessita para alcançar o seu objetivo?
Internos (coragem, auto-estima, etc.):
…………………………………………………………………………………………………………….
…………………………………………………………………………………………………………….
…………………………………………………………………………………………………………….
Externos (dinheiro, equipamento, etc.):
…………………………………………………………………………………………………………….
…………………………………………………………………………………………………………….
…………………………………………………………………………………………………………….

Você já possui todos esses recursos?
a) Sim ( )
b) Não ( )
Falta(m) o(s) seguinte(s) recurso(s):
…………………………………………………………………………………………………………..
…………………………………………………………………………………………………………..

Importante: se você assinalou a opção b, formule um objetivo para cada recurso que você ainda não possui (volte ao passo nº 1). Alcance esse objetivo e só depois retorne ao objetivo principal.

4. O tamanho do seu objetivo está adequado às suas possibilidades?
a) Sim ( )
b) Não, é grande demais ( )

Importante: se você assinalou a opção b, divida o seu objetivo principal em partes. Volte ao passo nº 1 e formule um objetivo para cada parte. Obtenha o que você quer em etapas.

5. Estude as conseqüências para descobrir se esse objetivo permanece válido ou precisa de alterações.
O que mudaria na minha vida se eu alcançasse esse objetivo?
……………………………………………………………………………………………………………………..
Quem mais seria afetado?
……………………………………………………………………………………………………………………..

Eu aceitaria alcançar esse objetivo agora?
a) Sim ( )
b) Não ( )

Importante: se você assinalou a opção b ou ficou em dúvida, reavalie seu objetivo e, se necessário, modifique-o até que as conseqüências estejam em harmonia com os seus desejos.

6. Qual será o seu primeiro passo para alcançar esse objetivo?
………………………………………………………………………………………………………………………

E se alguma coisa sair diferente do que foi planejado? Flexibilidade é a palavra-chave. Sem ela, consegue-se pouca coisa de valor na vida. Use a informação daquilo que não deu certo para descobrir o que pode dar certo e siga em frente, pois uma vida sem objetivos é também uma vida sem realizações.

© Guia da Boa Formulação de Objetivos
Elisabete Aparecida Rueda é Diretora de Conteúdo da Intervision – Sistemas de Aprendizagem Contínua.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License